“Portunhol”: entenda por que não funciona

No processo de aprendizado de uma língua, há um ponto em que o aluno possui uma base de vocabulário,mas para formar frases que façam sentido no seu cérebro, acaba por utilizar elementos do novo idioma e do seu nativo. Com o espanhol é muito comum de acontecer, visto a semelhança de palavras com o português, mas, não se engane: o portunhol não funciona!

Não dá para negar que o português e espanhol são línguas bem próximas. O lado bom disso é que o desenvolvimento de aprendizagem da língua hispânica pode realmente ser menos complicado para nós, brasileiros. Já o lado ruim, é que isso também pode levar a erros graves de comunicação.

O portunhol é famoso por aqui, principalmente pelo lado cômico de misturar termos e até criar novos, mas ele definitivamente não serve numa situação real e nós vamos te mostrar o por quê.

  • Como turista, você fica dependente

O uso mais comum do portunhol é em viagens à turismo. Já imaginou pagar a mais por algo que você não gostaria de ter, mas acabou pedindo errado? Já pensou precisar de informações básicas sobre locomoção e locais na cidade que está visitando, e não entender nada do que as pessoas falam? Pois é, essas e muitas outras situações chatas podem acontecer por falha de comunicação e compreensão. Seja um turista independente e, além de tudo, evite de pagar mico!

  • Portunhol é inadmissível no mercado de trabalho

O portunhol é da mesma classe do “inglês básico” no currículo. Afirmar que você sabe um idioma estrangeiro pode ser seu maior diferencial como profissional ou o seu caminho direto para falta de credibilidade. Tudo depende se você fala e entende de verdade, ou não.  O mundo dos negócios está cada dia mais globalizado, e o espanhol atualmente é muito requisitado. Pode confiar que o real aprendizado deste idioma é o melhor investimento que você pode fazer e que te trará um ótimo retorno!

Ok, você já entendeu que não dá levar tudo no “jeitinho brasileiro”, não é? Então vamos te mostrar as melhores formas de fugir desse hábito de “mesclar” os dois idiomas:

  • Construa seu “banco de dados” em Espanhol

Procure sempre agregar mais palavras ao seu vocabulário, compreendendo o real significado delas. Cuidado para não se confundir com os falsos cognatos, aqueles termos que se parecem com o português, mas o conceito é totalmente diferente.

  • Treine a pronúncia

Assistindo filmes ou séries em Espanhol, você consegue ouvir como as frases e expressões são pronunciadas de acordo com a entonação necessária. Aqui no blog temos uma lista de títulos para você assistir, é só clicar aqui!

  • Procure um professor

Nada como contar com alguém que guie seu processo de aprendizado. Um professor irá te mostrar como desenvolver essa consciência linguística e apontar onde você pode melhorar. Ajuda especializada nunca é demais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *