O sotaque brasileiro atrapalha na hora de falar Inglês?

Quando um falante da língua inglesa arrisca o português, quase sempre é nítido o que chamamos de “sotaque gringo”. Às vezes realmente fica difícil de entender. Mas será que o contrário também acontece? O sotaque brasileiro atrapalha na hora de falar Inglês?

 Na realidade, o que devemos abordar aqui não é exatamente o sotaque, mas sim a fonética. Cada idioma tem seus próprios sons das palavras e, inclusive, a nossa língua (o órgão mesmo) se adapta para produzir os sons do nosso idioma nativo. Quem já tentou pronunciar o “th” perfeitamente sabe bem do que estamos falando!

Reproduzir corretamente os sons das palavras faz parte de uma boa pronúncia e é essencial para que a sua fala seja compreendida por falantes nativos ou não. Assim como no português brasileiro, o inglês também sofre variações de sotaques dentro de países e regiões. Por isso, não se preocupe tanto com o sotaque, mas sim com a clareza das palavras.

Como no exemplo que mencionamos lá no início, imagine que fora do Brasil você é o “gringo” utilizando a língua estrangeira. A comunicação se torna muito mais eficiente se você souber realizar a pronúncia claramente, o menos “aportuguesado” possível.

Como aperfeiçoar a pronúncia?

Listen and repeat! Procure sempre consumir conteúdos em áudio ou multimídia em Inglês, de forma que possa se familiarizar com a sonoridade. Encontrou dificuldade em pronunciar alguma palavra? Ouça e repita quantas vezes puder!

Além disso, podemos sim conviver diariamente com o idioma Inglês quando o inserimos em várias atividades e o priorizamos até no lazer, como na hora de maratonar sua série preferida.

É interessante também buscar palestras ou podcasts sobre assuntos que você gosta e procurar saber de qual país ou região é a pessoa que está falando. Desta forma, você poderá se habituar à variação de sotaques e não terá problemas de compreensão.

Estude certo para falar certo!

Outra prática, que inclusive prezamos muito aqui na Speech, são aulas totalmente em Inglês. Da mesma forma, se você já faz um curso ou busca conteúdos na internet para aprender, prefira sempre exercitar o entendimento do conteúdo todo falado em Inglês. No início pode ser difícil, mas é a maneira mais eficaz e rápida de desenvolver principalmente o speaking.

A última dica é para que, caso você já tenha um certo conhecimento da língua inglesa, mas precise melhorar a forma e a clareza como se comunica, busque por cursos ou treinamentos mais rápidos e específicos para essa finalidade.

Então agora com a dúvida sanada e um monte de dica legal, é só colocar tudo em prática. Boas conversas para você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *